Enixus Online – Capítulo 6 – A Semente da Sabedoria

A Semente da Sabedoria

Eu fui andando com os Paladinos e o Padre floresta adentro, com alguns jogadores nos seguindo para ver o que iria acontecer. Assim como eles, eu estava louca para saber o que ocorreria nessa quest.

Paramos então em frente a um grande tronco de madeira. Ele estava cortado, mas ainda assim era enorme – grande o bastante para ficarmos todos em cima dele e sobrar espaço. O tronco parecia estar lá há muito tempo, mas não havia sinais de apodrecimento.

“É aqui?” Eu pergunto, sem saber o que fazer.
“Sim.”

O Padre apenas responde sem olhar para mim. Ele vai para o centro do tronco,  estende sua mão para frente e fala algumas palavras.

*Vhoounn* (Som de portal se abrindo, imaginem um ‘portal instável’ do HS)

Um portal verde se abre no centro no tronco, como se fosse uma porta para adentrar a terra. Era… incrível!
Os paladinos seguraram meus braços, me levantaram e…

“Ei! O que vocês estão fazendo!?”
“Se que não falarás a verdade, a terra julgar-te-á. Se tua existência for maligna, então que sejas consumido. Se fores bom, Deus te ajudará a sair dessa provação!”
“Ei calma! Isso é meio qu- aaaahh!”

Eu… EU FUI JOGADA NO PORTAL!!!
Enquanto caía de costas, eu podia ver o portal se fechando depois de mim.

*Poff!*

Eu caí em algo macio…
Olhando de perto era um cogumelo gigante…
Olhando mais de perto ele começou a se mexer…
Olhando mais de perto era um monstro!!
Não precisando olhar de perto, havia muito deles!!!

[Homus Fungal] level 40

Ele era um monstro normal, mas havia uns cinco deles e eu estava cercada. O Looter não tem muito HP, e só tenho uma adaga como arma. Se receber muitos ataques eu posso morrer facilmente aqui.

Sem perder tempo eu ativo [Unstoppable Runner] e logo em seguida [Coward’s Perseverance] – eu não posso me dar o luxo de morrer assim que iniciei a quest. Com essas skills ativadas eu me movo estupidamente rápido e meus ataques também estão muito rápidos. Embora o dano não tenha aumentado, ser capaz de dar vários ataques sem se preocupar em ser atingida é bom o bastante.

Nesses 7 segundos que possuo de invulnerabilidade física eu tenho que matar pelo menos 2 deles. E assim eu começo meu ataque implacável.

O ataque normal da adaga é mais rápido do que o da espada, e junto com o buff, os números do dano estão aparecendo um sobre o outro. É difícil ver quanto meus ataques estão causando, mas o HP do homem fungo está descendo super rápido.

Um, Dois, Três – o primeiro foi morto em três segundos – Quatro, Cinco – O efeito da [Coward’s Perseverance] acabou, mas o segundo inimigo já estava quase sem HP e logo em seguida também foi morto – Seis, Sete.

Assim que o efeito da [Unstoppable Runner] acabou eu saltei para trás. O objetivo principal era não ficar cercada por inimigos, pois se for um de cada vez eu posso vencê-los facilmente. Pegando um pouco de distancia, eu espero eles começarem a andar em minha direção e começo a atacar o inimigo mais da frente sem que os dois de trás se aproximem.

Quando o terceiro estava prestes a ser morto, ele começou a ficar roxo e a tremer… Isso é mal… me afasto máximo possível. Eu já vi algo parecido em monstros mais fortes.

Como esperado, era um ataque em área. Um pó roxo começa a sair de seu corpo e cair ao seu redor. Tomando cuidado com esse ataque, eu acabo com os 3 restantes sem problemas e passo um level.

“Uff… foi um começo um tanto quanto agitado…
Agora… onde eu estou?”

Eu nunca tinha visto essa área antes. Ela é uma espécie de caverna extremamente grande. Bem no topo dela há um brilho verde parecido com o do portal que trouxe para cá, provavelmente é a saída. Subindo até esse brilho verde tem uma grande árvore que seria facilmente do tamanho de um prédio, e suas raízes estavam espalhadas por todos os lados.

Com muitas árvores e água caindo do teto, esse local é como um esconderijo de fadas… realmente bonito. Se eu encontrasse uma fada nesse local eu não acharia estranho. Quando eu andei um pouco na direção da grande árvore, a mensagem com o nome do local apareceu no meio da tela.

~Nature’s Santuary~

Uhm… de fato parece um santuário da natureza… bom, vamos da uma volta ao redor e procurar uma forma de sair… a quest seria isso, certo? Sair desse lugar? Da forma que ele fez, me deu vontade de bater naquele Padre maldito…

Mas… este lugar é muito grande… é quase uma floresta dentro de uma caverna… talvez sair daqui demore um pouco.

Como eu não posso fazer nada a respeito, só me resta explorar. Essa é uma zona única, então ela deve ter alguma coisa boa escondida. No caminho eu encontrei mais daqueles homens-cogumelo. Eles sempre estão em grupos de 5, o que é muito irritante, mas como são lentos fica fácil de matá-los se você atraí-los para perto de uma árvore um pouco maior. Assim você pode ficar atacando o da frente enquanto da a volta na árvore, e os outros nunca chegam em você.

Isso é um pouco de abuso de AI, mas… se você quer ser o melhor, isso é algo que você tem que fazer bastante… Aproximei-me da grande árvore central – agora eu estava aonde suas raízes chegavam. Tem um grande lago formado por três correntes de água que caiam do teto da caverna.

Próximo à lagoa encontrei os habitantes desse lugar, em uma pequena vila com casas muito simples feitas de folhas e galhos. Andando entre as casas estavam pequenos seres verdes, cujos corpos eram formados de folhas. Eram Sproutlins.

Assim que pisei dentro da vila deles, todos pararam e ficaram me olhando por alguns segundos…

“Err… oi?”
“””!!”””

Quando falei todos eles pularam em conjunto, assustados, e se esconderam atrás de alguma coisa.

Uhm… o que eu deveria fazer? Eles estão com medo de mim, mas acho que eles não são monstros… enquanto isso eu sento no chão e começo a pensar no que fazer. E então os Sproutlins começam a sair de seus esconderijos e andar em minha direção.

Quando notei, eu estava cercada deles. Eles olhavam para mim como se eu fosse um animal de zoológico.

“Piki? Piki piki pi?”
“Pikiki piki pi…”

Er… eles falam a própria língua. Enixus tem um sistema de idiomas de raças ou locais. Todos os jogadores tem sua fala traduzida automaticamente para o mesmo idioma, se possível, mas quando um jogador do continente Hayle fala o jogador do continente Cyorus não consegue entender, e vice-versa. Porém, no level 50 você pode fazer uma pequena quest onde aprende o idioma da facção inimiga, e assim você pode se comunicar com eles.

O mesmo pode ser feito com algumas espécies de monstros, mas é bem mais complicado, principalmente porque a maioria dos monstros tem baixa familiaridade com os humanos, ficando agressivos com eles.

Notando que eu não estava entendendo o que estavam falando, um deles pegou um graveto e começou a desenhar no chão uma espécie de semente. Ela era bem peculiar, uma semente com uma flor em cima. Quando acabou de desenhar ele apontou para o desenho e para mim, depois apontou para a esquerda da vila em direção a uma cachoeira na parede.

Bom, parece que tenho que ir para lá pegar essa semente para alguma coisa… que seja, vamos lá.

«Quest: Sproutlins’ Request»

Oh! Eu acabei pegando outra quest… isso é bom, quanto mais melhor. O limite de quests que um personagem pode ter ao mesmo tempo são oito, sem contar a ‘Personal Story Quest’, então não tem problema.

Com isso eu parto em direção à cachoeira em questão. No caminho eu me deparo com mais grupos de homens cogumelos, mas agora que já estou acostumada a lidar com eles, ficou bem mais fácil e, graças aos equipamentos, eles só causam «250» com cada ataque normal, então eu fui bem mais agressiva dessa vez tomando alguns ataques, mas eu pude acabar com eles bem mais rápido.

No caminho eu encontrei um novo monstro, um Spriggan. Ele era alto, feito de galhos e folhas flutuando entre os galhos, que constituíam seu corpo. O Spriggan era conhecido como espirito da floresta e seu level era 53. Ainda estou no 40, mas como ele está sozinho eu talvez consiga vencer.

Se alguma coisa der errado eu posso usar a [Unstoppable Runner] e fugir. Então eu começo o combate disparando para conseguir os primeiros ataques. Consigo dar cinco ataques antes que ele comece a atacar. Seus golpes parecem ser lentos então se prestar atenção eu posso desviar de quase todos.

Pela diferença de level meus ataques eram um pouco fracos, e demorou um pouco até que o HP do Spriggan chegasse à metade. Quando seu HP ficou menor que 50% ele começa a usar magias, o que é um grande problema para um Looter, e ainda por cima 13 leveis mais fraco.

Na verdade, ninguém acreditaria se você contasse que um Looter estava lutando contra um Spriggan 13 leveis mais alto. Provavelmente ninguém sequer acreditaria que um Looter estava lutando…

Deixando isso de lado, as folhas ao redor começaram a girar no ar. Só em ficar próximo do Spriggan eu tomava dano por segundo (DoT). Eu vou precisar usar uma poção… quando meu HP chegou em 70% a primeira porção foi usada. Nunca é bom ficar com o HP baixo contra um inimigo mais forte que você e que você não conhece seus ataques.

Quando o HP do Spriggan chegou em 20% ele parou de atacar e colocou as duas mãos para frente. Era uma magia. Uma luz verde começou a sair de suas mãos e me acertou – o raio verde estava travado em mim, não havia como desviar e meu HP começou a descer muito rápido.

“Droga! A poção não vai conseguir aguentar esse dano.”

O Spriggan estava com 17% de HP, e o eu com 40%. A poção que eu estava usando tinha um cooldown de 30 segundos, o que não era rápido o bastante para recuperar o HP que eu perdi nesses 30 segundos.

“[Coward’s Perseverance]!”

Era tudo ou nada, eu não conseguiria fugir desse raio de luz a tempo. Agora era quem morria primeiro. Com a [Coward’s Perseverance] ligada meus ataques eram incrivelmente rápidos, mas meu dano era muito baixo.

Spriggan 11%, Kamiris 20%. Meu HP está descendo mais rápido do que o dele! Eu vou morrer!

Se morrer aqui eu não sei onde Kamiris vai renascer. Tem grande chances dele renascer em Askal, que foi a ultima cidade que passei. Se isso acontecer… o que aconteceria com a quest? O Padre falou algo sobre ser julgado pela natureza… se eu sair quer dizer que sou um ser bom e se eu morrer eu sou mal, era isso?

Ser considerado um ser Maligno pela Igreja não é algo muito bom. A Igreja tem varias quests boas e eu não quero ser perseguida pela Igreja… fora que isso provavelmente é para decidir como minha Personal Story vai continuar, já que ela depende das ações tomadas pelo jogador…

O Spriggan está com 5% de HP e eu apenas com 7%, a porção vai sair do cooldown, mas ainda assim eu vou morrer antes dele… Com a [Coward’s Perseverance] eu ataco cerca de 5 vezes por segundo, eu teria que tirar os 5% restante nos próximos 10 ataques, mas com a diferença de level e meu dano baixo… drog-

!.!!…!..

Um som de algo sendo dilacerado pode ser ouvido 4 vezes e o Spriggan estava morto, e eu viva com 2% de HP…

“Mas o que foi isso?!”

Uma mensagem apareceu na minha frente.

⌈Titulo ‘The One Saved by Luck’ adquirido.⌋

Ow!  Eu consegui um titulo!
E olhando o log de combate…

⌈Critical Strike! You inflicted 372 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 152 damage on Spriggan⌋
⌈Critical Strike! You inflicted 397 damage on Spriggan⌋
⌈Critical Strike! You inflicted 390 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 155 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 150 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 155 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 157 damage on Spriggan⌋
⌈Critical Strike! You inflicted 375 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 158 damage on Spriggan⌋
⌈You inflicted 152 damage on Spriggan⌋

Level Up!

….
Nos últimos 10 ataques eu tive 4 críticos! Como isso… mas a nossa Luck ainda não está tão alta… é, eu acho que realmente fui salva pela sorte, como no titulo. Falando nisso, vou olhar o título.

O titulo ‘The One Saved by Luck’ concede +10 de Luck quando ativado. Cada jogador só pode ativar um titulo por vez, e ele aparece abaixo do nome do player. Você pode ter vários títulos, mas apenas um ativador por vez.

O Spriggan passou meu level e me deixou com 98% para o próximo level… se eu conseguisse matá-los sem depender de sorte, seriam ótimos para upar… se tivesse alguma skill ofensiva eu não teria passado por esse aperto…
AH!! Looter inútil!

Serio, precisamos da segunda classe logo, porém você só pode começar a segunda classe no level 50. Faltam 9, então não acho que vá demorar muito.

Continuando minha quest, eu espero meu HP recuperar e volto a andar no caminho da cachoeira. No caminho eu encontrei mais alguns homens cogumelos e Spriggans, mas só ataquei os homens cogumelos, evitando os Spriggans, já que sei que não consigo vencer normalmente.

Parando e prestando atenção, os acertos críticos têm aparecido regularmente, principalmente agora que tenho o titulo ativado.

Matando os homens cogumelos no caminho eu passei mais dois leveis e finalmente cheguei à cachoeira.

“E agora… onde está essa semente?”

Tinha um pequeno lago formado onde a cachoeira caía, mas nenhuma planta. O solo ao redor era todo de pedra, não teria como uma planta nascer aqui.

Dando algumas voltas pelo local eu notei uma caverna perto da cachoeira… seria lá dentro?
Entrando na caverna percebi que ela era iluminada por cristais brilhantes nas paredes. Esses cristais são materiais de craft, mas como eu não tenho a Trait nem as ferramentas para extraí-los eu não posso pegar.

Andando mais um pouco eu chego a uma grande cúpula e, bem ao meio, banhada pela luz de um grande cristal no teto, estava a semente que eu procurava.

Porém… dentro da sala havia muitos monstros pedra. [Rockbomb] Level 95… como infernos eu vou matar esses bichos… se eu atacar um deles o resto provavelmente vai me acertar, e eu provavelmente não aguento um ataque deles…

Eu… talvez consiga… bom, vamos tentar. Se morrer eu simplesmente vou virar uma inimiga da Igreja mesmo. Erina deve saber como lidar com a Igreja – a maioria dos Skritter são inimigos da Igreja.

Eu saio da caverna e procuro um grupo de homens cogumelos. Preciso deles para meu plano. Não demorou muito para achar.

Deixando apenas um deles vivo e com pouco HP, eu deixo que ele me ataque até que meu HP chegue em 40% e o mato. Ativando o efeito da  minha Trait [Cowardness II], e agora estou com um bônus de velocidade de 8%,  em adição eu ativo um pergaminho de velocidade e vou para a caverna.

Novamente olho para a distância na grande sala onde a semente estava…

“Será que consigo ir e voltar em 7 segundos? Bom, agora é tudo ou nada.”

Como provavelmente não vou aguentar um ataque de um level 95, eu abaixei meu HP para ativar minha Trait de velocidade. Meu plano é simplesmente correr, pegar a semente e sair correndo antes do efeito da [Unstoppable Runner] acabar…

“3… 2… 1… go!”

Começo a correr. Não sei bem que tipo de ataque esses monstros tem, mas espero que todos eles só ataquem à curta distancia, então eu só vou ligar a [Unstoppable Runner] quando chegar bem perto de um.

Quando me aproximo, o primeiro apenas olha pra mim sem fazer nada. Ele não é agressivo? Mesmo assim eu não paro de correr, mas desse jeito não vou precisar usar minha skill.

Passando por alguns deles eu já estou quase na semente e não sofri nenhum ataque. Até que eu escuto um som estranho, como se alguém estivesse fazendo força.

“Hurr!”

Sem virar para olhar de onde veio o som, eu vejo uma grande sombra redonda me cobrindo…
AH! TEM UMA PEDRA GIGAN-!

“[Unstoppable Runner]!”

*BUUM!*

A pedra gigante explode em mim.

*BUUM!**BUUM!**BUUM!**BUUM!*

Não só uma, mas várias. Não faço a mínima ideia de quantas pedras estão voando em minha direção. Aparentemente o ataque normal desses monstros é jogar essas pedras enormes, por isso eles demoram a atacar… mas eu não tenho a menor duvida: esse ataque, com toda a certeza, vai me matar em um hit.

Felizmente esse ataque é físico, então eu não sofro dano algum e chego à semente.

[Seed of Knowledge] Adquerida.⌋

Kamiris está correndo tão rápido que chega a ser engraçado a velocidade.

Passando por todos os monstros e levando dezenas de pedradas em minha cabeça, eu consigo sair da caverna e os monstros param de me seguir.

Surpreendentemente, a semente é um item raro. Os itens de quest normalmente são comuns ou superiores. A descrição da semente é apenas ‘Uma misteriosa semente que guarda conhecimento.‘. Bom, vamos levar de volta para os Sproutlins.

No caminho de volta eu mato mais alguns grupos de homens cogumelos até chegar ao vilarejo dos Sproutlins.

Quando eu chego, todos eles se reúnem ao meu redor de novo. Eu então mostro a semente. Não sei quem me passou a quest já que todos eles são iguais.

⌈Quest Completed!⌋
Level Up!
Level Up!
.
.
Level Up!

!!! O que foi isso!? Eu passei sete leveis de uma vez!! A quest foi completada, mas a semente continua na minha mão.

Um dos Sproutlins coloca uma semente em sua mão e coloca na boca… ele quer que eu coma a semente? Que seja, eu então como a semente.

⌈[Nature’s Language] Adquirida.⌋

WOW! Eu aprendi um idioma novo! E além do mais é um idioma que eu nunca tinha visto antes.

“Olá ser na forma de humano, agora podemos conversar, pi.”
“Eh!?”

O Sproutlin acabou de falar comigo e eu entendi.

<< Capítulo anterior | Inicio | Próximo capítulo >>

Anúncios

17 comentários sobre “Enixus Online – Capítulo 6 – A Semente da Sabedoria

      1. Vai ficar lá pra sempre, pq n existe ngm melhor que a Kurumi…
        Tirando a Shiina Mashiro e a Towa Erio… elas são deusas supremas da fofura, n da pra competir…

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s