A História de uma Fantasia Vazia – Capítulo 28 – Para a Capital!

Essa é a reta final da estória e eu vou tentar terminar antes de começar minhas provas.
Obs: Alguém sabe se alguma dessas novels já estão sendo traduzidas para pt-br Kara no Kyoukai; Kamisama no Memuchou; Kokoro Connect; Maoyuu Maou Yuusha; 1/2 Prince; Mondaiji-tachi ga Isekai kara Kuru Sou Desu yo?
Não eu não vou fazer tudo isso, mas eu quero fazer alguma que ainda não tenha ninguém fazendo.
Deem também uma olhada na estória que o Loser-kun está escrevendo, ele já escreveu 27 capítulos!! Vão lá da um apoio se gostarem.


Capítulo 28 – Para a Capital!

Dois dias se passaram desde o combate, Dalos e seu grupo so tinham mais quatro dias restantes e Dalos ainda não tinha retornado com a resposta dos Revolucionários.

O navio que flutuava sobre a cidade de Cegones já era noticia em todas as cidades próximas assim como o emblema em seu casco, o emblema dos [Coletores de Almas], essa era uma das noticias mais faladas junto com o extermínio da Lápis Lazúli e o Revolucionários pararam de agir abertamente, esses últimos dois dias era como uma calmaria antes de uma tsunami.

O ar nas cidades estava estranho, todos sabiam que alguma coisa iria acontecer, a capital ainda estava sem receber recursos das outras cidades, ninguém sabia o que iria acontecer, mas era claro para todos que algo grande aconteceria. Alguns acreditavam que os [Coletores de Almas] estavam apenas esperando o fim do confronto entre os Revolucionários e a Realeza para atacar e tomar o controle, já outros que eles iriam atacar junto com os Revolucionários.

No navio voador, Valense, Rhuan, Nina, Louise e Lina conversavam, eles já tinham esquecido a inimizade do combate de vida ou morte anterior ambos entendiam que cada um tinha seus próprios objetivos e após a explicação de Rhuan sobre a maldição elas entenderam a complicada situação em que eles se encontravam.

O fato de que eles eram originalmente de outro muito também foi exposto a Valense, Ignis já havia contado ao seu grupo após o evento com os [Krakens] então Valense era a unica que não sabia.

“Então você quer dizer que vocês todos estavam abaixo do Rank B um mês atrás? E nunca haviam lutado em suas vidas inteiras!? Vocês fazem meu esforço de uma vida inteira parecer ridículo…”

Eles contaram o que fizeram desde que chegaram nesse mundo, como Louise, Lina e Morigan acabaram sendo vendidas como escravas, quando Louise viu Geoffrey no navio tentou mata-lo imediatamente mas foi impedida por Ignis que explicou a situação em que Geoffrey se encontrava, mas que não foi suficiente para acalmar Louise que ainda o atacou e sem revidar Geoffrey foi espancado até que Louise caísse no chão chorando, ela sabia que mata-lo não traria Morigan de volta, desde então Geoffrey evita passar próximo de Louise para evitar reviver as feridas de seu coração.

Milena, Helena e Melissa as vezes participavam das conversas, as três junto com Valense ficaram perplexas com as histórias do mundo original deles, como um mundo tão perfeito e tranquilo podia existir? Para elas que viviam em um mundo de constante luta, o mundo deles era como um paraíso.

Elas estavam certas, não tinha como um mundo onde eles constantemente colocavam suas vidas em risco ser melhor do que um mundo onde eles podiam ter tudo que quisessem sem grande esforço, Rhuan e Nina se sentiram completos idiotas por desejarem um mundo de fantasia como esse.

“Mas o que fez vocês virem parar aqui?”
“Não fazemos a minima ideia…”
“Não tem algo que possa ser?”
“A unica coisa que nos liga é a universidade e Ignis, mas Hiroshi não conhecia Ignis e nem era do nosso país e mesmo assim foi trazido para cá.”
“Falando nisso, onde o Ignis está?”
“Ele disse que o Dalos estava demorando e foi atras dele.”

————————-

Na capital Rapier, as lojas estavam fechadas e poucas pessoas andavam na rua, a falta dos mercadores estava causando danos notáveis a cidade se isso durasse mais a cidade iria falir e isso era algo que o Rei não permitiria que isso acontecesse e começou a enviar tropas da capital para as cidades em busca dos mercadores e dos tributos.

Ignis andava pelas ruas pouco movimentadas, a principio ele tinha saído com a intenção de procurar por Dalos, mas decidiu olhar o campo de batalha, ele precisava agir antes que o Rei fizesse algo fora das suas previsões.

“Tsc, eu não consigo ver nada la dentro…”

Andando em volta do palácio Ignis tentava ver o interior do castelo pela sua percepção de Força Vital, mas o castelo tinha duas bolas douradas enormes de Força Vital que não permitiam que ele distinguisse as coisas dentro do castelo, a bola maior que cobria quase todo o castelo era provavelmente o Grande General que protegia o castelo e a menor porem igualmente enorme era o General Waldrich.

Ele também não conseguia sentir a sua marca que estava em Yin, ela provavelmente estava presa em um quarto selado com magia.

O seu maior problema seria o Grande General. Valense, Louise e Nina seria possível derrotar Waldrich, contudo o Grande General estava totalmente fora de seu alcance no qual talvez mesmo que todos eles lutassem contra ele juntos eles seriam derrotados.

A disparidade entre o Grande General e um General era muito grande, Ignis e Valense conseguiram recentemente chegar no nível de General mesmo comparados a outro General eles eram fracos, o exemplo era Waldrich que a muitos anos havia tornado-se General, ele sozinho poderia lutar contra Ignis e Valense tendo chances de vitoria.

Lutar contra o Grande General estava totalmente fora dos planos, no melhor dos casos ele conseguiria afastar o Grande General do castelo e resgatar Yin, lutar não seria necessário. Para isso a participação dos Revolucionários era necessária principalmente para camuflar que seu principal objetivo era Yin.

“Bom, não tem nada mais que eu possa fazer aqui.”

Quando ele se vira e começa a andar um garoto puxa suas roupas.

“Você é o Ignis certo?”
“Quem é você?”

Ignis imediatamente entrou em guarda, supostamente ninguém deveria conhece-lo, ao responder o garoto sua mão direita já estava segurando o cabo da [Shiro Yasha] em suas costas, qualquer movimento suspeito ele atacaria.

“Dalos me mandou, falou para entregar isso a você.”
“Dalos?”

O garoto então entrega um papel dobrado e vai embora.

No papel estava escrito ‘estou limpando, pode começar’. Ignis entendeu imediatamente o que Dalos queria dizer, essa mensagem era de fato enviada por Dalos, ele usou mesmo estilo de mensagem que eles usavam em suas mensagens nos jogos online para evitar que espiões soubessem o conteúdo real.

Dalos provavelmente estava eliminando os membros dos Revolucionários que não eram de acordo com o ataque ao castelo por isso não pode voltar mas que tudo estava sob controle e que assim que Ignis iniciasse o ataque ele iria seguir atacando com os Revolucionários.

“Aquele maldito, ele sabia que eu viria para Rapier olha a situação.”

Ignis ria levemente, seu melhor amigo realmente o conhecia bem a ponto de saber quais seus movimentos. Enquanto pensava ele se dirigiu a um beco e logo em seguida seu corpo foi engolido por uma fumaça negra.

————————————

No navio no céu de Cegones, todos estavam reunidos no salão onde o almoço esta sendo servido.

“É difícil de acreditar que estamos em um navio…”
“Concordo, quando eu acordei, pensei que estava em uma casa.”

Todos conversavam despreocupados quando Geoffrey cai no chão em dor.

Espantados pelo estado repentino de Geoffrey, Valense, Rhuan, Nina, Louise e Lina se levantam apressadamente.

“Você está bem!?”

Rhuan se prepara para usar magia de cura mas é impedido por Helena.

“Por que você me parou? Ele está ferido!”
“Esta tudo bem.”

Uma fumaça negra começa a sair do peito de Geoffrey e toma forma em sua frente. Da fumaça Ignis aparece.

“B-bem vindo de volta Mestre.”
“Obrigado pelo trabalho Geoffrey.”

Geoffrey ainda de joelhos no chão responde suando. Todos que já estavam acostumados com a cena apenas dão boas vindas a Ignis enquanto os outros olhavam espantados.

“Então é assim que você teleporta, eu acho que prefiro ficar sem um desses…”

Falou Valense enquanto olhava para Geoffrey no chão.

“É uma pena, com eles eu posso localizar vocês.”
“Você encontrou Dalos?”
“Ele enviou uma mensagem, podemos começar o ataque.”

Com a resposta de Ignis todos ficaram sérios, Valense teria a chance de vingar seus companheiros junto Louise e Lina. Rhuan e Nina lutariam para conseguir vencer a maldição de Dalos e Ignis resgatar Yin que estava sendo mantida em algum lugar do Palácio Real.

Cada um deles tinha seu objetivo, eles estavam se ajudando, mas eles sabiam que essa ajuda seria até onde também fosse conveniente para seus objetivos.

Com isso em mente, o navio voador desaparece no céu sobre Cegones.

—————————————-

Na sala do Trono.

“Majestade, o navio que voava sobre Cegones desapareceu.”
“Há! Exatamente como a vidente falou! Eles desistiram e foram embora. Mande mais tropas para obrigar as cidades a pagarem os tributos!”
“Você tem certeza disso Majestade?”
“Sim! A vidente falou que estava tudo bem agora!”

O Rei respondia feliz a pergunta de Waldrich que estava desconfiado, o navio sumiu no mesmo dia em que as tropas começaram a ser liberada para reaver os mercadores e os tributos, talvez, a previsão da vidente estivesse errada…

Pouco tempo antes do informante chegar o Rei tinha novamente ido perguntar sobre o futuro para Yin, que respondera que o ataque não seria mais efetuado devido a queda da Lápis Lazúli, tudo que ela falava sempre estava correto, o futuro que ela previa praticamente exato e o Rei sabia que algumas pequenas coisas podia ser diferentes ma no geral suas previsões eram corretas.

E Yin era como uma boneca, uma ferramenta, ela não mentia ou demostrava sentimentos isso era um fato para o Rei. Porem, Waldrich havia presenciado algo diferente disso, no momento em que o [Kraken] atacou Ignis ela havia chamado por seu nome e estendido a mão em sua direção, tal ação não podia ter sido realizada por uma boneca sem sentimentos, Waldrich estava alerta, alguma coisa estava errada mas ele não sabia o que era.

Nesse dia, Yin contara a segunda mentira de toda sua vida.

<– Capítulo Anterior |Próximo Capítulo –>

Anúncios
Postado em Ivi

17 comentários sobre “A História de uma Fantasia Vazia – Capítulo 28 – Para a Capital!

      1. Tem Mondaiji que eu queria fazer também, mas o cara la da LightNovelProject disse que ia fazer e não queria fazer junto… mas fui olhar ta parado no capitulo 1

        Curtir

  1. Não é uma das que formam mencionadas, mas já procurei bastante e ainda não encontrei a novel de The New Gate traduzida para o português. Desculpe se foi um comentário inadequado, mas espero que considere minha sugestão.

    Curtir

      1. Agradeço pela consideração e atenção. Espero que a novel seja do seu agrado e aguardarei ansiosamente pela sua decisão.
        No caso eu acompanho o manga que possui um versão traduzida para o português, mas também gostaria de acompanhar a novel. Infelizmente não encontrei a mesma em um idioma que eu tenha fluência adequada.

        Curtir

  2. WoW! estes dois últimos capítulo…. realmente muito bons me causaram expectativa tamanha que mau posso esperar pelos próximos!….. e será que vai aparecer o passado tenebroso do Ignes? hohoho…. quanto aos projetos…. eu não só tinha visto o 1/2 Prince..o primeiro capitulo do qual eu gostei muito ^^

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s