KnW Capítulo 69: Garota Majuu (Besta Demônio)

Sup! Eu pretendia fazer dois caps hoje mas como não consegui terminar esse antes do almoço so pude terminar agora =/ se eu ficar entediada eu faço outro daqui pra amanha.

Muitas onomatopeias nesse cap… estão todas igual as da versão em inglês.
Como falaram antes, eu vou ficar com um estilo só, todas as onomatopeias e apelidos serão em japonês a partir de agora. (As onomatopeias estão entre **)


 

Capitulo 69 Garota Majuu (Besta demônio) – Shamoe

Hiiro estava dormindo sobre suas costas, mas seu corpo de alguma forma parecia pesado. Hiiro de repente abriu seus olhos. Ele estava surpreso pelo espetáculo que apareceu diante dele. Ele não sabia quando ou quem tinha montado em cima dele. Hiiro tentou levantar sua voz.

“O qu…-!?”

Entretanto *smack* ele foi acertado na boca pela mão de um certo alguém.

(Por que essa pessoa está… aqui?!)

Ele estava chocado por quem estava lá. Embora ele não pudesse ver quem era por um momento, ele determinou a identidade do individuo olhando para sua cabeça, feito em Maria-Chiquinha. Sim, a pessoa em questão era a empregada chamada Shamoe.

Contudo, tinha obviamente uma atmosfera diferente ao redor dela comparado com na hora do jantar. Seu cabelo anteriormente rosa estava agora manchado em preto sombrio. Seus olhos que pareciam levemente caídos eram agora afiados como de uma besta enquanto emitiam um brilho dourado.

Ainda mais, ela possuía algo que ela claramente não tinha na hora do jantar. Isso sendo um par de Kemonomimi e rabo (N/T: Orelhas de animais)

(O que infernos ela está tentando… !?)

Ela olhou para Hiiro com uma expressão que relembrava uma besta que tinha encontrado sua presa. Ela estava o desprezando com um sorriso no rosto, lambendo seus lábios em prazer. Hiiro se encontrou atordoado com as mudanças que tinham acontecido com ela comparado com a hora do jantar.

(Eu realmente não sei o que está acontecendo aqui mas por agora-!)

Ele tentou segurar a mão dela que estava cobrindo sua boca, era simplesmente natural para a vitima reagir para se livrar. Entretanto, ela tinha um segurar de ferro. Hiiro podia sentir a pressão quase quebrando seus dentes.

(Q-que tipo de força bruta ela tem!?)

Hiiro não tinha escolha mas usar seu punho. Contudo, ela tinha reagido mais rápido.
Shamoe segurou as duas mãos de Hiiro e deu uma cabeçada nele.

“Ga-!?”

Hiiro começou a ver estrelas com o impacto. Seguindo isso, a empregada começou a estrangula-lo com as duas mãos.

“Gu…..ga……….Ha……-!”

Ela possuía força tremenda. Se Hiiro tivesse relaxado sua resistência mesmo um pouco, ele teria sido rendido inconsciente instantaneamente. Como a situação iria ficar realmente ruim no rumo que as coisas estavam indo, Hiiro invocou a previamente instalada “proteção” sem particular ressentimento pelas consequências.

O caractere que ele escreveu no seu braço apareceu com um “powa” ao exibir seu efeito. Uma magia azul sem cor apareceu diante dos olhos de Hiiro.

*Bashin!*

Shamoe, notando a magia, pulou para trás, distante da cama.

*gohogoho-!*

Enquanto Hiiro tinha um olho fechado, ele tossia ao esfregar seu pescoço.

*Gurururu*
Shamoe rosna para Hiiro.

Como se ela fosse uma besta faminta, Shamoe rosnava ao andar lentamente pelo quarto de quatro. Ela aparecia está procurando por uma oportunidade para pular em seu alvo. Na verdade, era exatamente o que ela estava fazendo. Seus olhos estavam encarando Hiiro, cheios de intenção de matar.

(… se eu não levar isso a serio, isso pode ficar bem perigoso……)

Imediatamente pulando da cama, Hiiro pegou a “Piercer Sword” que estava encostada ao lado da cama. Embora Hiiro estivesse atento do oponente, Shamoe parecia manter uma distancia constante ao continuar encarando-o com olhos afiados.

(Ela parece ter boa intuição, ela parece estar extremamente cautelosa com a barreira magica.)

A palavra magica “proteção” ainda vai ficar ativar por um pouco mais. Depois de receber tal ataque misterioso, Shamoe decidiu que era inútil se aproximar nesse tempo em particular, parecendo basear puramente em instintos animais.

Como o impasse continuou por um tempo, Hiiro usou essa oportunidade para mais uma vez instalar a palavra “proteção” no seu braço. No instante que Hiiro terminou de escrever, a barreira magica que estava protegendo ele até agora desapareceu.

Nesse instante, os olhos da Maid brilharam ao chutar o chão com força, lançando-se em direção de Hiiro. Enquanto rangendo os dentes, Hiiro tomou a pose ao se preparar para golpear com sua espada. Entretanto, nesse momento…

“Por favor espere!!”

De repente, a porta abriu de uma vez e Silva estava no caminho da porta gritando. As mãos de Hiiro involuntariamente pausaram. Como a resolução de Hiiro para atacar esmoreceu as palavras de Silva, ele ficou inteiramente incapaz de desviar a investida de Shamoe se aproximando, seu ombro esquerdo foi mordido como consequência.

“Gu-a!”

Seu rosto distorceu devido a dor exorbitante.

“Gu…. e-esse porra-!” (N/T: ‘This fucking’ – aceito sugestões xD)

Ao ser mordido, Hiiro ativou a palavra previamente instalada, “veloz” e começou a voar em frente com toda a força. Naturalmente, eles se moveram com uma velocidade tremenda.

*Baki-!*

“Kyan-!”

Shamoe, a qual as costas colidiram com a parede com toda a força, involuntariamente começou a salivar antes de cair diretamente no chão.

Hiiro usou a palavra “veloz” para acelerar em direção a parede. Ao Shamoe colidir com a parede, Hiiro enfiou o cabo de sua katana no seu estomago, infringindo um dano. Era obvio que o dano causado era significante ao suas pernas curvarem e ela tombar no chão.

Seguindo isso, seu cabelo que estava preto voltou a mesma tonalidade de rosa que Hiiro tinha notado durante seu primeiro encontro. Sua Kemonomimi e rabo também retraíram.

“Haa, haa, haa…..”

Hiiro cambaleou e segurou seu ferimento.

“Hiiro-sama!”

Silva suportou Hiiro por trás com ambas as mãos.

“Ku… V-você é melhor explicar isso, Jii-san.”

Silva fez uma expressão apologética, ele retornou um fraco balançar da cabeça. Ainda assim, o residente remanescente da mansão começou a falar.

“Deixe-me tomar conta das explicações.”

Era Liliyn. Vestindo uma lingerie preta (NT: logico, uma Loli precisa de lingerie), ela estava carregando um urso de pelúcia teddy pela mão, o pescoço do pelúcia tendo algodão saindo por ele. Embora ela tivesse uma expressão sonolenta, depois de olhar para a inconsciente Shamoe caída no chão, ela grunhiu.

“Silva, vá carregar Shamoe para o quarto dela. Depois disso, comece a tratar do rapaz.”
“Ao seu comando.”

Respondendo quietamente, Silva solta Hiiro e carrega Shamoe para o quarto dela. Seguindo isso, Liliyn liga as luzes ao ir para o sofá.

“Bem agora, por agora se sente. Eu tenho muito o que explicar. Sem mencionar, eu também tenho coisas que quero perguntar.”

Sua expressão atual era diferente do sorriso suspeito que ela usou durante o jantar. Seus olhos estavam estreitos e sua boca estava ligeiramente apontando seriedade.

Hiiro similarmente sentou no sofá enquanto suprimindo a dor. Como era só os dois, ele sentou de forma que eles podiam conversar cara a cara.

Nesse momento, Silva voltou com, o que parecia, um kit de primeiros socorros. Na realidade, ele não precisava de tratamento. Se ele usasse a palavra “cura” então o ferimento de Hiiro seria nitidamente curado. Mas, ele não podia permitir-se a usar sua magia aqui, ele não tinha escolha a não ser aceitar o tratamento.

Como Hiiro estava sendo enfaixado por Silva, Liliyn começou a falar assim que seu tratamento acabou.

“Eu vou dizer isso primeiro. Eu me desculpo pelo comportamento de um dos nossos.”

Hiiro achou isso era um pouco surpreendente. Desde que ele tinha conhecido ela, ele achou que ela era do tipo que nunca ia oferecer desculpas. Assim, Hiiro podia agora determinar que ela era civilizada, mesmo que só um pouco.

“Não ligue pra isso, só me de uma explicação. Por que infernos ela veio aqui e me atacou? Sem mencionar, a aparência dela……..”
“Umu. Bem, não precisa de pressa. Isso foi causado inteiramente por nosso descuido. Contudo, eu ainda vou explicar para você.”

Ela disse então, Silva, que tinha desaparecido sem ser detectado, parece ter ido preparar chá voltou e colocou um pouco de chá em frente dos dois.

Liliyn pegou o chá com uma mão, tomando um gole antes de um suspiro. Segundo isso, ela começou a falar levemente.

“Assumindo que você já sabe que esse lugar é o Mundo dos Demônios”

Parece que os [Evila] chamam seu próprio mundo de Mundo dos Demônios, os [Gabranth] chamam o deles de Mundo das Feras, e os [Humas] de Mundo Humano.

“Embora aqueles vivendo nesse continente sejam principalmente [Evila], também a algumas outras raças secretamente fazendo suas casas aqui.”

Isso não era particularmente uma historia incomum. Existem alguns [Gabranth] que vivem no Continente dos Humanos e vice-versa. Como o Mundo dos demônios tem um ambiente hostil e monstros fortes, parece que outras raças vivendo aqui era raro.

“Como você pode imaginar pelo rumo da conversa, Shamoe não é um [Evila]. Na verdade, em retrospectiva, talvez dizer que ela não é um sangue puro é melhor.”
“Puro?”

Ao pegar uma palavra intrigante, Hiiro ecoou.

“Shamoe é uma mistura entre [Evila] e [Gabranth], ela é uma criança abandonada.”
“….. então ela é metade?”
“Sim. Se eu fosse classificá-la, ela seria da raça Majuu (Besta demônio).”

Hiiro contemplou sobre a existência de tal raça, como isso tinha explicado a Kemonomimi e o rabo de Shamoe, ele aceitou de alguma forma.

“Mas quando eu a encontrei pela primeira vez, ela não tinha a Kemonomimi e o rabo, certo?”

Sim. Se ele tiver que dizer um ou outro, ela tinha a aparência de uma pessoa normal.

“Entre as raças conhecidas como [Majuu], eles podem ser dividido em dois tipos: aqueles com o sangue forte de [Evila] e aqueles que o sangue [Gabranth] prevalece. Shamoe é do grupo dos [Evila], então ela normalmente não tem Kemonomimi.”
“Entendo, então? A razão delas crescerem de repente é?”
“Nos fomos descuidados. Hoje é noite de lua cheia.”
“Ah?”

Como Liliyn olhou para fora da janela, Hiiro seguiu o gesto. O que ele observou era certamente uma lua cheia flutuando no céu da noite. O tamanho era incomparável com a lua do Japão, era de maior magnitude.

“Em noites de lua cheia, parece que o sangue de [Gabranth] se fortalece. Mas não confunda? Nem todos os [Majuus] ficam selvagens como Shamoe. Existem aqueles que não perdem para nenhuma linha sanguínea, no ponto que eles conseguem controlar perfeitamente.”

Em outras palavras, Shamoe era simplesmente imatura. Parece que há [Majuus] que amadureceram e entendem completamente seus corpos, logo capazes de controlar seu sangue. Entretanto, Shamoe ainda não se tornou adulta, ela não possui força mental capaz de prevenir que ela fique selvagem.

“Embora ultimamente, parece que ela tem sido capaz de controlar seus desejos. Talvez porque muito aconteceu hoje, o coração dela estava inseguro.”
“Minhas condolências.”

Silva abaixou a cabeça em desculpas. Parece que hoje foi o primeiro dia que ela serviu um convidado. Em adicional, Silva, quem ela estava constantemente preocupada, tinha finalmente voltado da Montanha toxica, ela pareceu extremamente aflita.

Como a estabilidade do seu coração estava debilitada, ela foi incapaz de suprimir seu instintos, diferente do usual, o que levou a ela assaltar Hiiro devido ela sair do controle.

“Mas ainda assim, por que ela veio para o meu quarto? Vocês também foram atacados, certo?”
“Sim. Certamente, é como você diz. Aquele quem recebe os ataques é normalmente eu, você sabe.”
“Bem, eu desfrutaria se eu fosse o alvo dos assaltos dela.”
“Calado, pervertido!”
“Gibyo-!”

Recebendo um cruzado magnifico, Silva voou em direção a cama. Não importa onde ele estivesse, Silva ainda seria Silva.

“Os instintos de [Gabranth] dela são mais fortes que a maioria. Ele normalmente reage a pessoas perigosas. Logo daqueles da mansão, o alvo da Shamoe basicamente sou eu.”

Pensando nisso, Silva indicou que a força de Liliyn estava no level de fazer um dragão chorar e implorar. Se isso era verdade, então isso era entendível que ela ligasse os instintos de [Gabranth].

“Mas hoje……. um evento estranho aconteceu.”

Dizendo isso, Liliyn afinou os olhos.

“Quem Shamoe deu por ser perigoso não fui eu, mas você.”

Então ocorreu a Hiiro. Certamente era como Liliyn tinha indicado.
Os instintos de Shamoe tinham julgado Hiiro ser um perigo maior que Liliyn.

“Certamente, tem muitas coisas misteriosas a seu respeito. Mesmo que você não seja da [Raça Imp], você tem a aparência. Em adicional, há a briga anterior com Shamoe.”

Pensando que ele tinha sido visto, Hiiro começou a firmemente ranger os dentes de trás.

“Você, eu ouvi de Silva que você é um usuário do fogo, mas não tem nenhum sinal de fogo. E acima de tudo, ainda tem a presença de magia sendo usada.”
“…………”
“Sem mencionar, aqueles últimos movimentos. Pareceu que seu poder saltou por um breve momento. Durante aquele tempo, seu braço também emitiu um brilho fraco.”

Assim dizendo, Liliyn apontou em direção ao braço de Hiiro.

“Em vez de mim, Shamoe o declarou mais perigoso. Os instintos dela foram até a extensão de tentar matar você. Isso não tinha acontecido nem comigo.”

Ela soou um pouco irritada. Como ela pensou que Shamoe tinha escolhido Hiiro a ela, ela demostrou um pouco de ciúmes. Contudo, parece que ela estava ainda mais chocada quando ela viu a [Word Magic] de Hiiro.

“Eu vou perguntar de novo, rapaz. Quem infernos é você?”

Anúncios

15 comentários sobre “KnW Capítulo 69: Garota Majuu (Besta Demônio)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s